É obra da hora guardar
que hora que passa descuida
cuidado se preocupa o esporte
meu mandato vence só se
você vem refutar, mal sabe
seu problema Ele é um almanaque
corpo água antiga no fogo
madeira goiabeira vixe
o compacto metal sugere
agora é vida o que se move
invisível torque, sentença
só vence quem cumpre tais horas
na guarda o vir-a-ser pedindo
exposto na parte do metro
ainda réptil, manhã, mas prima