Cinco nomes brasileiros – estudo de capa

Das 129.854 palavras após a primeira revisão, restaram 120.120 após a segunda. Deslumbres vis, cacoetes, repetições, gralhas, digressões nauseantes e primarismos sintáticos foram sanados. Confusões voluntárias e sentenças e parágrafos demasiado longos, atenuados até onde permite a autocrítica do editor de si. O autor está satisfeito com o terceiro tratamento. Por isso, vestiu-se de desenhista e arriscou uma capa. A novidade, em comparação com a do livro anterior (Da família – um longo ensaio imaginativo), é a presença de orelhas. Nela, o publisher pediu ao crítico um resumo abonador, desde que sincero e elegante.

Comments are closed.

Post Navigation