da marcha da humanidade, da civilização, da história, aprendeu o autor que o homem lucra com a conservação do homem; que os hábitos de guerra tornam ásperos os costumes dos povos; que o meio mais seguro de conquista é a força da inteligência; que o homem se enobrece quando a põe em exercício; que ele apura os seus conhecimentos e crenças quando os reparte com os outros

Deixe uma resposta

Post Navigation