Lançamento: Epístola Canária

Está em nossa loja Epístola Canária.

🙂

R$65,00 com frete grátis.

COMPRAR

Leia abaixo o capítulo 13 do romance:

Sou Lygia e renovo os dias nos passos de arranjo, a virtude de um raiar em corpo mesmo, corpo novo, todos os dias novo e espaço incrédulo, saga interior de uns filamentos de sentires e novelos da traição original. Recomeço, novos termos, pacificação tabulada dos fluxos, vértices noticiosos dos sulcos descendentes. Na planície, reencontro a vila. Ela vibra às margens do Rio Azul. Os homens às lavradas e oficinas, mulheres em círculos, mulheres às lavradas e às oficinas, homens tragando do tempo uns contrastes. As crianças repercutem a fala ansiosa dos jogos.

Cedo acordei e ao chão do quarto dei conta de um filho de Eugênia. Dormia ou recolhia-se em murmúrio interior. Federico. Logo se preparava para a caça. Sem lençol, trajava brim verde, algodão bege, mochila quadrada e ferramenta tubular de escavação e sucção. Sorriu Federico. Apertava e afrouxava o cinto. Se extraviaram suas bagagens, diz, deves escrever à companhia. Conheceste o posto? Federico pensou: se escrevo à Pakallollo Airmonde e reclamo meus direitos, crio um álibi para combater as picuinhas da bolsa da livre-docência.

* * *

Varrendo à soleira, Emília para um pouco, lança a boina para cima, varre com a boina encaixada na pira de uma jaqueira. Veste capa de chuva velha sobre o lençol. Bate botas de borracha branca. À lousa, raspo:

Sou vítima da fortuna lamentável
Do voo 775 da Pakallollo Airmonde
Não bastasse a nave quicar
Em Tenerife e cair encaixada
Depois de rodopiar, num banco de areia
Minhas malas sumiram
Onde estão minhas malas
Duas malas grandes e negras
Fitas vermelhas à manopla
Abrigam material sensível
Das letras brasileiras e estrangeiras
Exijo pois presteza no buscar
Sóbria reportagem do paradeiro
Da bagagem: única: insubstituível

Emília some atrás da cortina estampada. Volta com dois dedos pressionando a têmpora. Seus entes fizeram escrever coisas bonitas, vulgares, detalhes verossímeis mas desimportantes. Filtrei alguns trechos, veja se acha bom. Como vão vossos pés? Soubeste que Eugênia é uma casa? Vestiste sozinha como Emília os lençóis? Logo farás sandálias que são elas, as de plecas, tua sã cidadania. O que guardam para ti as bandas de lá do vale?

Comments are closed.

Post Navigation