no exíguo universo em que o amontoam como bicho, o homem preso pode se humanizar estranhamente. aumenta a capacidade de compreender e perdoar; da atrofia dos padrões convencionais podem surgir outros, mais lídimos; decanta-se o genuíno do falso, e dos brutos esmagados chega a filtrar por vezes uma límpida componente humana

Deixe uma resposta

Post Navigation