nunca fui capaz de memorizar os nomes de pés e versos, ou de guardar o devido respeito às regras consagradas da escansão. na escola, gostava muito de recitar homero ou virgílio à minha própria maneira. talvez tivesse alguma suspeita instintiva de que ninguém sabia de fato como o grego deveria ser pronunciado, ou o que, entretecendo os ritmos gregos e latinos, pudesse o ouvido romano apreciar em virgílio; talvez fosse meu ócio que instintivamente me protegesse

Deixe uma resposta

Post Navigation